.
                                   
                         
.
..                    
.                                        
Sala íntima do DF
.
     

 

    Index de Sala Íntima
 
    Se a chapinha permitir
    Sapos Secretos
    03 bandeides
    Do início
    Domínio Feminino faz escola
    Ecos do Domínio Feminino
    Vozes do Além e do acaso
    Visita de amigo
    Rapidinhas da intimidade
    Receita nossa
    Carregando as malinhas
    Capas

 

Equipe
Executiva : Maria da Penha Veira
Editora: MPV
Rel. Externas : Berta Ataíde
Comercial:
Suzana Bertioga
Animação Flash: Alexandre Canário
Estagiárias: Ana Louvado
Fotografia: Juliana Marafon
Colaboração Especial
Caio Martins/SP
Maria Luiza Curti/MT

 

 

Receita própria
(nunca faça uso de
medicamentos sem prescrição médica )

Berta Ataíde

16, Março//2001

 

Um determinado medicamento faz bem para determinado problema em determinados organismos, mas ainda depende dos efeitos colaterias. Em outras pessoas, o mesmo medicamento pode determinar o breve tempo de vida.

Domínio Feminino

Dia desses, Domínio Feminino visitou o Saara — região comercial no Centro do Rio de Janeiro, que concentra grande número de lojas populares, bem como território de árabes, judeus e libaneses —, numa das lojas, um libanês sábio, o Sr. Ghanem, contou uma piada. Que não se leia nenhuma intencionalidade preconceituosa, leia-se antes, como singularidade cultural dos povos.

A piada era sobre dois indivíduos de cultura e raça diferentes que tinha, cada um, seu próprio estabelecimento comercial. Um deles, vivia pesquisando as lojas das redondezas, vendo a freqüência dos fregueses, os diferentes tipos de produtos de todos os lojistas. Mas a loja dele, a loja do "pesquisador", ia de mal a pior.

Certo dia o "pesquisador" em conversa com um comerciante vizinho reclama das baixas vendas e dos ralos fregueses que entram em sua loja. E argumenta que ele pesquisa todos os comerciantes, tem os mesmos produtos que todos eles e com os mesmos preços e ainda assim não vendia quase nada.

O vizinho lhe diz que, se ele não se preocupasse tanto com que os outros estão fazendo ele teria mais tempo para pensar coisas diferentes para a loja dele. Por que o que ele vê nas prateleiras não é exatamente ou somente aquilo que a loja está vendendo.

Há quem defenda, e pratique, a idéia de que é preciso saber o que o concorrente faz ou pensa fazer no futuro. Surgiu com isso, uma nova modalidade de profissionais: os espiões industriais. Espiões de todo o tipo que roubam idéias porque aquela empresa não prioriza a competência do marketing próprio. Não tem sua própria cultura.

Na internet a coisa é mais agressiva e por mais incrível que seja dizer que falta de ética pode ter superlativo, é possível dizer.

Domínio Feminino não visita sites concorrentes pelo simples fato de ter em mente que este Portal Feminino é diferente de todos. Nós não somos um site feminino ancorado em Portal, não somos iscas, não somos fachada, somos o único Portal Feminino, verdadeiramente. Domínio Feminino não precisa buscar idéias de pautas nas pautas alheias. Poderá acontecer alguma coincidência resultante dos temas circunstanciais circulando na mídia, moto-contínuo dos reflexos dos fatos nacionais ou mesmo locais. Fora isso, Domínio Feminino é fábrica de idéias e isso já foi descoberto há muito tempo. É que um visitante de uma região nem sempre lê os maiores jornais do País pois, se isso acontecesse veria que estamos sempre fornecendo idéias para pautas.

Cuidamos da nossa vida, como o vizinho do comerciante queixoso da piada do início. A filosofia de espionagem não faz nossa linha. Ate porque não temos concorrência, não com o nosso target e formato. Daí não precisarmos de espiões nem estimular nossos visitantes a nos informar absolutamente nada de sites femininos ou de qualquer área de atuação. Quando alguma coisa, artigo ou produto ou notícias nos interessam, solicitamos permissão para publicar ou noticiar, ainda que, enquanto notícia não precisemos de autorização, pois somos um veículo de notícias, também, assim como qualquer outro veículo de mídia.

Noticiamos e publicamos o que identificamos com os interesses dos nossos visitantes. Na maioria das vezes, quase sempre os visitantes, sem o saber, estão nos indicando o caminho. Exemplos disso, são muitos sendo o mais recente, de uma visitante que, para nossa alegria total, essa visitante sentiu-se tão à vontade em nossos Domínios que reclamou pela profissão dela que não estava devidamente valorizada em nosso Portal.

Para nós, isso foi o máximo. Nossa visitante sentiu-se com tanto direito que nos fez ler sua mensagem como uma ordem a ser cumprida mesmo que ela tenha apenas sugerido.

Também, como na mesma piada, somos visitadas por "pesquisadores" que nos aparecem com engenharias distintas. Artimanhas diversas. Deixamos um lembrete: não precisam desse trabalho todo, podem se identificar e pedir colaboração, nós fornecemos, numa boa. Mas é preciso identificação verdadeira pois a engenharia já conhecemos. Pedir a alguém conhecido que envie um mail, esse já conhecemos. Falsificar endereços eletrônicos, esse também. Outros mais. Pessoal, deixe de ser bobo, venha direto.

Nossa preocupação é com os visitantes que não sabem, ainda, como se comunicar através de mensagens. Esse diferem, essencialmente, dos "pesquisadores" pela ausência de más intenções. Não raro, ao solicitar informações, se esquecem de fornecer dados pessoais para tornar suas mensagens críveis. Ao solicitar ajuda do Domínio Feminino, identifique-se, diga o Estado da União e cidade, seu nome e sobrenome, órgão ao qual está ligada etc.

Domínio Feminino é coração de mãe: sempre tem lugar para mais um e onde você não é uma ou um a mais.

Sobe      Volta à Sala Íntima

 

                    

DF
Interativas

Amizade

ClubeDF

CtrlQualidade

Participe
Expatriates

Onça

Amor

Seguros

Socorro

Trabalho&

Negócios

Serviços

Separação

Moda

ElesPorEles

Viagem

Cultura

NetColun@

NetHumor

Brechando

Entrevistas

Mulher

JovensElas

Noivas/Noivos

Perfumes

Lar&Casa

Lojas

Saudável

Internacional

Lazer

Lojas

Temáticos

Editorial
Opinião
Editora
DF

Domínio Feminino © 1998 -2004. Todos os direitos reservados. ] Brasil - Brazil, we speak brazilian portuguese